Vereadores de Cuité são ameaçados, após pedir detalhes de suplementação de R$ 13 milhões

Spread the love

Os vereadores da Câmara Municipal de Cuité, no Curimataú paraibano, estão sendo ameaçados por aliados e pessoas que trabalham na prefeitura, que tem a frente o prefeito Charles Camaraense(PPS). De acordo com as informações que chegam à redação do Se Liga PB, tudo teve início após o parlamento pedir maiores explicações para um projeto de suplementação financeira do executivo.

O presidente da Câmara, vereador Renan Furtado(PSC), disse, por nota, que o pedido foi feito para que o prefeito explicasse aonde serão investidos os recursos suplementares, detalhando aonde cada centavo será aplicado, fruto de um pedido dos vereadores da oposição. Após as ameaças. os vereadores colocaram uma faixa, dizendo que o legislativo estava fechado por falta de segurança.

“O prefeito de Cuité está pedindo suplementação, em um verdadeiro cheque em branco no valor de R$ 13 milhões, e os vereadores pedem que ele envie um projeto específico”, explicou o vereador, em seguida mostrando uma série de prints de aúdios, vídeos e comentários no facebook, aonde pessoas ligadas, e que ocupam cargos comissionados na gestão, ameaçam agredir fisicamente os parlamentares.

“No entanto, de forma lamentável e indo de encontro a transparência pública, algo muito importante nos dias atuais, Charles Camaraense se nega a enviar e utiliza de formas para intimidar os vereadores de oposição, em um verdadeiro terrorismo eleitoral, mostrando o seu desespero, com medo de perder as eleições vindouras”, pontua o presidente Renan, em nota.

“São inúmeros os áudios, publicações em redes sociais e intimidações que os vereadores estão sofrendo por parte de aliados do Prefeito, mas, continuam firmes, no papel importante do legislador, que é o de fiscalizar o dinheiro do povo”, complementou o atual chefe do legislativo cuiteense, que já anunciou que vai tomar as medidas cabíveis.

Se Liga PB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *