Projetos sociais em Campina Grande, sofre por falta de apoio.

Spread the love

Após recursos foram engessados pelo MP determinar que valores arrecadados via multas trabalhistas sejam repassados para fundo de reabilitação das vítimas de acidentes de trabalho. Projetos sociais sofrem com a insuficiência de recursos e professoras vão até suas redes sociais pedir colaboração para sociedade.

Projeto: “Tamanquinho das Artes”

Não é segredo pra ninguém que a crise político-econômica e as mudanças do atual governo atinge a educação e cultura no Brasil. O MPT suspende destinação de recursos para projetos sociais de Campina Grande. Recursos foram engessados após MP determinar que valores arrecadados via multas trabalhistas sejam repassados para fundo de reabilitação das vítimas de acidentes de trabalho. Instituições, entidades e projetos sociais que são apoiados pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), em Campina Grande, tiveram as doações suspensas após a publicação da (medida provisória 905/2019) do Governo federal. Após determinação os valores arrecadados por meio de multas trabalhistas passam a ser repassados para um fundo de reabilitação para trabalhadores que tenham sofrido acidentes de trabalho, o que impedem a destinação direta deles para programas de assistência social como era feito pelo órgão.

Projeto : “Tamanquinho das Artes”

De acordo com o procurador, Raulino Macaracajá, o fundo ainda não foi criado, mas a procuradoria optou por bloquear os repasses até que a situação seja resolvida em nível nacional. De acordo com o procurador, procuradorias do país inteiro fizeram levantamentos para apontar a relevância do retorno social que as entidades, instituições e projetos promovem e tentar reverter a decisão. Más medida ainda não foi votada, e não tem data prevista.

Em Campina Grande, vários projetos já foram afetados e um dos um deles foi o “Tamanquinho das Artes”, que atende 80 crianças em risco social. Os encontros acontece na Feira Central da cidade onde as crianças são conduzidas a aulas de dança, teatro, literatura infantil, artes plásticas, flauta. Em anos de existência o projeto foi sustentado pelo MT, onde os repassem custeavam, pagamentos de professores e compras de materiais educativos, uniformes e limpeza para o local. Professoras e coordenadores do projeto pediram hoje (05) apoio a população. No post professora pede de instrumentos musicais, COMIDA á material de limpeza.

Redação – Com Anderson Lira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *